TV Brasil passará a exibir filmes brasileiros com texto adaptado para deficientes visuais - TV Pernambuco

Notícias

TV Brasil passará a exibir filmes brasileiros com texto adaptado para deficientes visuais

Texto de Alex Rodrigues para a Agência Brasil (BSB)

A TV Brasil escolheu o cinema nacional para dar início à sua programação adaptada para deficientes visuais. A medida visa a atender à portaria do Ministério das Comunicações que estabelece que as emissoras de TV já licenciadas para transmitir com o sinal digital deverão, a partir de 1º de julho, exibir ao menos duas horas semanais de programas com o recurso da audiodescrição. Esta, porém, não é a primeira experiência da emissora pública vinculada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC) com a tecnologia.

Segundo o presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (Conade), Moisés Bauer Luiz, a TV Brasil foi o primeiro canal do país a colocar no ar um programa audiodescrito, o Programa Especial, dedicado à inclusão social de deficientes físicos e exibido às sextas-feiras, às 19h30, e aos sábados, às 15h. De acordo com a empresa (à qual pertence também a Agência Brasil), o programa está no ar desde 2007.

Segundo o diretor de Produção e superintendente de Programação da TV Brasil, Rogério Brandão, a opção pelos filmes exibidos às sextas-feiras e aos sábados à noite, no Programa de Cinema, é estratégica. “Consideramos o cinema como o programa mais pertinente para iniciarmos a audiodescrição. Oferecendo às pessoas com alguma deficiência a oportunidade de acompanhar e compreender um filme nacional, nós possibilitamos que elas conheçam a produção cultural de seu próprio país e, assim, entendam melhor nossa história”, disse Brandão à Agência Brasil.

Com a adaptação dos filmes, ele afirma que a emissora não só vai dar conta de cumprir o que determina a portaria ministerial, como transmitirá, em média, uma hora a mais que o mínimo inicial estipulado, podendo chegar, neste primeiro momento, a pelo menos três horas de programação semanal. A exemplo do que, segundo a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), as companhias privadas vêm fazendo, a TV Brasil também repassará a terceiros a adaptação do texto, que deverá ser disponibilizado por meio da função SAP (do inglês Programa Secundário de Áudio).

Edição: Graça Adjuto (Portal FNDC)watch?v=JaNH56Vpg-A