TV Brasil é o canal que mais apresenta filmes nacionais na TV aberta segundo Ancine - TV Pernambuco

Notícias

TV Brasil é o canal que mais apresenta filmes nacionais na TV aberta segundo Ancine

Emissora pública também lidera exibição de conteúdos educativos e de séries brasileiras

O monitoramento anual da grade de programação da TV aberta do país, feito pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), mostra que em 2015 a TV Brasil foi a emissora que exibiu o maior número de longas-metragens nacionais, seguida da Rede Globo e da TV Cultura.

Ao todo, de acordo com o levantamento, a TV Brasil veiculou 120 títulos nacionais, enquanto a Globo reproduziu 87 e a TV Cultura, 55. O SBT não veiculou nenhum longa brasileiro durante todo o ano passado. Já Band e Record, respectivamente, veicularam um e três filmes dessa natureza. Considerando as reexibições, as três primeiras emissoras também foram as que mais abriram espaço para veiculação de obras nacionais: 190, 107 e 83 veiculações.

 

Amácio Mazzaropi em "Uma Pistola para Djeca"

Amácio Mazzaropi em “Uma Pistola para Djeca”

No último ano, a programação da TV Brasil incluiu produções de ficção, como os longas de comédia do saudoso Amácio Mazzaropi, “Betão Ronca Ferro” e “Uma Pistola para Djeca”, além de documentários como “Moscou”, “Nelson Freire” e “Vou Rifar Meu Coração”.

O Informe de Acompanhamento do Mercado da TV Aberta, divulgado em 16 de junho, identificou a veiculação de 2.082 longas-metragens na grade de programação de 2015 das emissoras que têm sinal aberto. Desse total, foram 384 exibições de 262 obras brasileiras e 1.698 veiculações de filmes estrangeiros. O número corresponde a 18,4% e 81,6% de participação, respectivamente.

O SBT apresentou 177 vezes alguma produção estrangeira da sétima arte. A CNT, a TV Gazeta e a Rede TV! não veicularam longas-metragens de qualquer origem durante o ano passado. Dentre as produções do exterior, a TV Brasil teve 157 veiculações. Já a Globo exibiu 820 sessões, enquanto a TV Cultura, a Band e a Record tiveram 248, 180 e 116 veiculações. A pesquisa não indicou o número absoluto de títulos estrangeiros que entraram no ar em cada canal.

 

Série "Igarapé Mágico" é uma das atrações da grade da TV Brasil

Série “Igarapé Mágico” é uma das atrações da grade da TV Brasil

O Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta fez o monitoramento da programação das redes de televisão Band, CNT, Globo, Record, RedeTV!, SBT, TV Brasil, TV Cultura e TV Gazeta. Os dados compilados referem-se a conteúdos veiculados na cidade de São Paulo, onde está sediada a maior parte das emissoras que comandam a rede no país, durante o ano de 2015.

A pesquisa dividiu a programação das emissoras em cinco categorias: Entretenimento, Informação, Educação, Publicidade e Outros. O monitoramento mostra que o conteúdo veiculado na TV aberta, como um todo, é de origem majoritariamente brasileiro, com 83,3% do total da programação. Na análise do último ano, o levantamento registrou crescimento da ocupação da grade com programação nacional na TV Brasil (11%), além de ligeiro crescimento na CNT (2,1%), na Record (1,7%) e na Rede TV! (0,7%).

Os dados são do Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta, realizado pelaSuperintendência de Análise de Mercado (SAM) da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Apesquisa completa está no site do OCA – Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual.

Educação

Em relação à veiculação de conteúdos educativos, a TV Brasil também se destaca na pesquisa. A categoria ocupa 10,8% na grade da emissora pública. Em seguida aparece a TV Cultura, com 9,6%. Os canais de TV aberta, em média, destinaram apenas 2,8% da programação para conteúdo educativo. Por outro lado, o Entretenimento, como tradicionalmente a pesquisa mostra, ocupou o maior tempo da programação, com quase 50% de tudo que foi veiculado nas TVs abertas.

 

Educativa, animação "O Show da Luna" é um dos destaque na programação infantil

Educativa, animação “O Show da Luna” é um dos destaque na programação infantil

No que tange especificamente à Educação, categoria a que menos se atribuiu destinação de tempo na programação, observa-se que esteve totalmente ausente nas grades da Record e do SBT, e foi inferior a 1% a veiculação desse conteúdo na Band, na CNT e na Rede TV!. Apresenta-se no patamar de 1,5% a participação da categoria na TV Gazeta, e como 2,3% na veiculação do conteúdo na Globo”, informa a pesquisa.

As categorias Outros (21,4%) – que inclui, especialmente, o conteúdo Religioso – Informação (20,6%), e Publicidade (5,9%) completam os segmentos de conteúdos exibidos da TV aberta.

Séries e minisséries

O formato séries e minisséries, de origem brasileira e estrangeira, ocupa 12% do total de horas de programação na TV aberta em 2015. O índice revela crescimento em relação ao ano de 2014 e confirma a tendência de anos anteriores.

 

Igarapé Mágico mostra universo da fauna e flora amazônica

Igarapé Mágico mostra universo da fauna e flora amazônica

 

Quanto à produção seriada brasileira, foram veiculados 85 títulos. A TV Brasil (53%) e a TV Cultura (31%) são as emissoras que mais programaram séries e minisséries nacionais. Os tempos das duas emissoras públicas somadas representam 84% da programação do formato seriado, de origem brasileira, no segmento de TV aberta.

Na grade da TV Brasil, destaque para produções infantis como Dango Balango, Igarapé Mágico, O Teco Teco, Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas e O Show da Luna. O canal também apresenta produções documentais como Nova África, Conhecendo Museus e Entre o Céu e a Terra.

A Globo (10%) está na terceira posição enquanto os demais canais – Band, Record, SBT e TV Gazeta – preenchem os 6% restantes do total de tempo destinado a esse tipo de programação. As emissoras CNT e Rede TV! não programaram séries e minisséries brasileiras em suas grades, no período analisado.

 

Distribuição da programação da TV Brasil

Como na maioria dos canais monitorados, os conteúdos de Entretenimento (60,15%) predominam na programação da TV Brasil. Informação (26,97%) e Educação (10,84%) estão em seguida. As categorias Outros (1,95%) e Publicidade (0,10%) completam a relação. Dentre as emissoras pesquisadas, conforme se deu em anos anteriores, a TV Brasil é aquela que destina maior percentual da programação para atrações de Educação.

 

Cena do longa "Vou Rifar Meu Coração" com Amado Batista

Cena do longa “Vou Rifar Meu Coração” com Amado Batista

 

Dentre as produções voltadas para o Entretenimento, os gêneros de maior participação na grade da TV Brasil são Série (28,19%), Filme (8,49%), Musical (8,06%), Esportivo (5,24%) e Infantil (3,69%). Vale mencionar que o estudo separa as atrações infantis que também estão contempladas no gênero Série e em outro segmento classificado como Desenho Animado com 1,14%.

Já na categoria Informação, os programas do canal ficaram ordenados da seguinte forma: Debate (9,60%), Documentário (8,41%), Telejornal (6,00%) e Entrevista (2,96%). Em Outros, o monitoramento inclui os gêneros Religioso (1,66%), Especial (0,22%) e Eventos (0,06%). Já a Publicidade está associada ao horário político que corresponde a 0,10%. Para a TV Brasil, a pesquisa não indica conteúdos relacionados aos gêneros Chamada, Comercial, Sorteio e Telecompra que também estão no espectro da Publicidade.

Com informações da Agência Brasil