Série mostra os impactos das mudanças climáticas em cinco regiões do mundo - TV Pernambuco

Notícias

Série mostra os impactos das mudanças climáticas em cinco regiões do mundo

Há pelo menos 30 anos, as alterações climáticas desequilibram a Terra. Certas partes do mundo – muitas vezes as mais pobres – sofrem mais do que outras. Para mostrar os principais impactos dessas mudanças em cinco regiões do mundo – China, Mali, Arquipélago de Tuvalu, Sumatra e Polo Norte – a TV Brasil estreia nesta quarta-feira, 23 de abril, às 22h, a série Paraíso Perdido.

São cinco episódios que tratam do aumento do nível do mar, da crescente desertificação, do desmatamento, do derretimento do gelo em ambos os polos e do derretimento das geleiras, bem como de eventos climáticos extremos que já estão afetando algumas partes do mundo. Os episódios são “Os Últimos Dias de Tuvalu”; “Monções Africanas”; “O Ártico está Derretendo”; “Tempestades sobre a China” e “Áreas de Desmatamento em Sumatra”.

Para cada episódio, os produtores se reuniram com as pessoas diretamente afetadas pelas mudanças climáticas, mostrando as consequências geopolíticas e os conflitos que podem resultar dessas alterações. O aumento dos níveis do mar e de ciclones, a desertificação e as tempestades de areia são alguns exemplos.

Muitos cientistas examinam essas mudanças (apoiando-se, entre outras, sobre imagens de satélite) e tentam prever o que vai acontecer. Através de suas intervenções e de documentos infográficos de grande clareza, Paraíso Perdido disseca a sequência dos eventos que levaram a esses desastres ambientais.

Com imagens esplêndidas, a série também pretende conscientizar sobre a importância da preservação e, ainda, retratar aqueles que estão à procura de soluções, como Tio Tio, o monge Taoísta e botânico que tenta desenvolver plantas capazes de se fixar na areia e parar o avanço do deserto. Uma gota de esperança em um mar de problemas.

O episódio de estreia é “Os últimos dias de Tuvalu”. Sob o efeito do aquecimento global e do derretimento do gelo, o arquipélago de Tuvalu está sendo gradualmente tragado pelas águas. Nesse pequeno colar de coral perdido no meio do Oceano Pacífico, o nível do mar está subindo inexoravelmente. Muito religiosos, os Tuvalan esperam que Deus vai protegê-los de tal perigo. Mas eles já estão vendo os efeitos do fenômeno: marés gigantes, coral morto, decadência das culturas locais. Se nada for feito, eles poderão se tornar os primeiros “refugiados do clima”. Este naufrágio anunciado prenuncia o destino de muitas outras partes do mundo.