Lampião e as mulheres do cangaço, no Oncotô? desta semana - TV Pernambuco

Notícias

Lampião e as mulheres do cangaço, no Oncotô? desta semana

O Oncotô de terça-feira (28), às 20h, continua com a história de Lampião e das mulheres do cangaço.

Em Serra Talhada, Pernambuco, Esther Dias conversa com o escritor Anildomá Willians, diretor da Fundação Cabras de Lampião. Ele fala da vegetação da caatinga, de Virgulino Lampião e de como as mulheres entraram para o cangaço.

Esther vai a Juazeiro do Norte. Lá assiste à apresentação do grupo Bacamarteiros da Paz e conversa com os integrantes Severino Rodrigues e Edvan Silva sobre a arma dos bacamarteiros. Bacamarte é uma arma de fogo, de cano curto e largo, usada na Guerra do Paraguai, em 1865. Foram modificadas para que as armas se adaptassem ao uso dos bacamarteiros nas festas do interior de Pernambuco. Desde os fins do século XVIII,  grupos de bacamarteiros se exibem em Caruaru durante as festas juninas.

O grupo Maneiro Pau também faz apresentação em Juazeiro do Norte. Mestre Raimundo explica a Esther o que é Maneiro Pau.

E ainda, Ana Paula Jones e Thaís Lopes passeiam pela feira de Caruaru e conversam com o cordelista José Severino sobre a biografia de Lampião. Elas conhecem o Gibão, uma vestimenta de couro usada no cangaço.