Pernambuco integra Rede Nacional de Pessoas Trans - TV Pernambuco

Notícias

Pernambuco integra Rede Nacional de Pessoas Trans

Na semana da visibilidade trans, Pernambuco relembra a importância das pessoas trans lutarem por segurança e cidadania.

A Rede Nacional de Pessoas Trans do Brasil (Rede Trans Brasil) é uma entidade de articulação nacional com mais de 72 instituições filiadas e 44 pessoas físicas que discutem sobre os direitos humanos, políticos e de cidadania para transexuais e travestis, femininos ou masculinos.

A Rede promoveu nos dias 19 e 20 de novembro o II Workshop regional da Rede nacional de Pessoas Trans do Brasil – Nordeste, que teve como tema “O país que mais mata pessoas trans no mundo”. O evento teve a participação da população transexual e travesti da região norte do país, dando a oportunidade dessas pessoas trocarem experiências de vida e discutir sobre temas como empoderamento, visando chamar a atenção dos três poderes para as propostas de demanda dessa comunidade.

A Rede Trans foi a primeira entidade do Brasil que teve a iniciativa de notificar o país dos crimes cometidos pelos brasileiros contra a população de travestis, homens e mulheres transexuais. Segundo dados levantados no ano de 2005, Pernambuco foi o estado em que mais assassinaram pessoas trans em todo o Brasil. Um novo levantamento feito em 2016 mostra que o cenário de violência continua alto e alarmante. 

O evento passou por nove estados do nordeste, sendo eles: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. A Rede Trans propõe o diálogo com vários estados e seus municípios com o objetivo de discutir e analisar propostas para o reconhecimento das pessoas trans  e seus respectivos direitos nas áreas de saúde, educação, justiça e segurança pública.