Festival de filmes nordestinos iniciou em Recife - TV Pernambuco

Notícias

Festival de filmes nordestinos iniciou em Recife

Interprograma Eu Quero nadar no Capibaribe. E Você? abre cada sessão da mostra itinerante.

O cenário foi o Bar Banquete, no Recife, local onde funciona o cineclube, Cine Banquete, e no cardápio eram curtas e microfilmes locais selecionados para comporem a primeira exibição da Mostra Cartaz de Cinema do Novíssimo Audiovisual Nordestino, que aconteceu na primeira semana de agosto e tem a proposta de percorrer várias cidades da região para divulgar novas produções independentes.

No início da sessão foi exibido o interprograma que integra a grade de programação da TV Pernambuco, o Eu Quero nadar no Capibaribe. E Você? A iniciativa é uma parceia com o cineclube Cine Banquete e o Cartaz de Cinema para a divulgação de conteúdo educativo e de responsabilidade ambiental, durante as atividades cineclubistas em geral. O conteúdo fará parte também das outras exibições da mostra itinerante que deve correr por vários municípios do nordeste.

Cineclube exibe interprograma educativo, na Mostra cartaz de Cinema do Novíssimo Audiovisual Nordestivo, em Recife. Foto: Divulgação

Cineclube exibe interprograma educativo, na Mostra Cartaz de Cinema do Novíssimo Audiovisual Nordestivo, em Recife. Foto: Divulgação

Na edição de Pernambuco, foram exibidos os seguintes filmes:

CURTAS
Casa de Lirismo, de Thomas Freitas | Doc-fic | João Pessoa/PB: O universo poético do poeta popular Nelson Barbosa, de João Pessoa (PB) é revelado por suas rimas e por uma narrativa ficcional baseada em uma história do autor.

Travessia, de Kennel Rógis | Documentário | Coremas/PB: O cotidiano dos sertanejos que têm um mar na porta de casa.

Dias de Luta, do Projeto Mídia Jovem | Documentário | Aracaju/SE: Documentário coletivo sobre a guerra diária de dependentes químicos e familiares contra as drogas (ilícitas e lícitas).

São Jorges, de Marina Lima | Ficção | Salvador/BA: Um ex-padre, um ladrão e um policial. Em comum, mais que o nome.

Café Aurora, de Pablo Polo | Ficção | Recife/PE: Dois personagens vivenciando um mundo de sensações diferenciadas. Um mundo em que as palavras valem menos do que a percepção.

Coco de Improviso e a poesia solta no vento, de Natália Lopes | Camaragibe/PE: A tradição do “Coco de São João” em Camaragibe e São Lourenço da Mata e sua resistência em diferentes gerações.

MICROMETRAGENS

Não sei se devo, de Gabriel Muniz e Luis Vitor | Ficção | Recife/PE: Um jovem universitário, entediado, decide abandonar a aula em busca de emoções no campus e acaba conhecendo sua amada num encontro surpreendente. Por que você não contaria essa história aos seus filhos?

You bitch die, de Lucas Sá | Ficção | São Luís/MA :Violência, sangue e um estranho amor.

S2: Assim digo te amo, de Fábio Ohara | Ficção | Barreiras/BA: Nem mesmo toda a tecnologia do mundo pode mudar o que somos.