Comunidade acadêmica da UFPE declara apoio à ocupação do Cais José Estelita - TV Pernambuco

Notícias

Comunidade acadêmica da UFPE declara apoio à ocupação do Cais José Estelita

O prefeito do Recife receberá nesta terça-feira, 03, representantes da sociedade para discutir o projeto Novo Recife e a situação do Cais José Estelita, ocupado desde o dia 21 de maio. Para os integrantes do movimento #OcupeEstelita, a reunião representa uma vitória no processo de negociação para rediscutir o futuro do espaço.

Um dos representantes convidados para a reunião, o reitor da Universidade Federal de Pernambuco, professor Anísio Brasileiro, recebeu no final da manhã de hoje, 02, um grupo de professores que apresentou a posição da comunidade acadêmica. O grupo apresentou uma carta com mais de 200 assinaturas, em que a comunidade acadêmica expressa “apoio aos civis que participam da ocupação no Cais José Estelita, bem como nossa veemente desaprovação ao projeto batizado de “Novo Recife”, por considerá-lo elitista e excludente”.

Na carta, o grupo enfatiza ainda que o representante da entidade se manifestou contra o projeto nas reuniões do Conselho de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura do Recife (CDU) – órgão que aprovou o projeto Novo Recife, em 2012.

Também participam da reunião, além do reitor da UFPE, representantes do movimento #OcupeEstelita, e do Movimento Observatório do Recife, representantes do CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo, do IAB/PE – Instituto dos Arquitetos do Brasil, da OAB/PE – Ordem dos Advogados do Brasil, do CREA – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, e da UNICAP – Universidade Católica de Pernambuco.

Confira na íntegra a carta da comunidade acadêmica apresentada ao Reitor:

Carta encaminhada ao Magnífico Reitor da UFPE, professor Anísio Brasileiro

Recife, 02 de junho de 2014

Através desta carta, comunicamos à Vossa Magnificência o desejo expresso de que o presente documento – um abaixo-assinado com a adesão de quase 200 docentes efetivos da UFPE, oriundos de Departamentos/Núcleos e Centros diversos – seja objeto de apreciação atenta da sua parte e que as reivindicações nele expostas sejam encaminhadas à Prefeitura do Recife, contribuindo para estimular um debate transparente e democrático em torno do Cais José Estelita, área de inestimável valor histórico, arquitetônico, paisagístico e arqueológico do Recife, atualmente sob risco de sucumbir à especulação imobiliária.

Nesta carta e no abaixo-assinado, reiteramos o nosso apoio aos civis que participam da ocupação no Cais José Estelita, bem como nossa veemente desaprovação ao projeto batizado de “Novo Recife”, por considerá-lo elitista e excludente; por entender que ele provocará graves impactos ambientais e urbanísticos à cidade; e por reconhecer que sua aprovação ocorreu sem que fossem conduzidos os debates necessários com instâncias representativas da sociedade civil e sem uma completa transparência jurídica.

Gostaríamos de lembrar ainda à Vossa Magnificência que, nas reuniões do Conselho de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura do Recife (CDU), o professor Tomás de Albuquerque Lapa, representante da UFPE neste órgão consultivo, sempre se manifestou de forma contrária ao projeto do “Consórcio Novo Recife” para o Cais José Estelita. Entendemos, assim, ser fundamental, neste momento de intensificação dos debates em torno do Estelita, manter a coerência e a firmeza de nossa posição.