CARTA ABERTA: A EPC pede passagem - TV Pernambuco

Notícias

CARTA ABERTA: A EPC pede passagem

Há dois anos, um Grupo de Trabalho (GT) composto por integrantes da sociedade civil pernambucana arregaçou as mangas e assumiu a tarefa de propor as bases para a reformulação da TV Pernambuco. A ideia: transformá-la numa emissora realmente pública, forte e sustentável. Num espaço em que a população de todo o estado terá a oportunidade de sentir-se representada através de uma programação plural tanto em seu conteúdo quanto em quem a produz.

Após reuniões abertas em que participaram centenas de pessoas, o GT redigiu um documento de propostas que acabou sendo a base do Projeto de Lei que autoriza a criação, pelo governo estadual, da Empresa Pernambuco de Comunicação. A EPC deverá ter como órgão máximo um conselho em que a sociedade estará representada por integrantes eleitos. No início de fevereiro de 2012, o Grupo cumpriu sua última tarefa, construindo junto com a Secretaria de Ciência e Tecnologia a proposta de estatuto da empresa, que garante o caráter público da EPC. Assim que o estatuto for publicado, começa a transição definitiva que irá finalizar toda essa construção.

Durante os dois últimos anos, a TV Pernambuco tem aberto cada vez mais espaço ao audiovisual independente realizado no Estado. O registro do Carnaval, em parceria com produtores locais e outras emissoras do campo público, traduz bem a filosofia que está por trás da transformação.

Saindo do papel, a Empresa Pernambuco de Comunicação poderá ser uma referêrencia em mídia pública e para isso conta com sua participação, seja elegendo o conselho, contribuindo com o conteúdo, seja acompanhando ou mesmo divulgando a nossa programação.

Evoé

* O relatório do Grupo de Trabalho, a lei que cria a Empresa Pernambuco de Comunicação e a proposta de estatuto da EPC você encontra aqui na nossa proposta de gestão.