23ª Ciência Jovem começa amanhã (09), no Paço Alfândega - TV Pernambuco

Notícias

23ª Ciência Jovem começa amanhã (09), no Paço Alfândega

A partir desta quinta (09), 270 projetos científicos de estudantes e 30 trabalhos de professores estarão  expostos no Shopping paço Alfândega. É a 23ª edição da Ciência Jovem, Feira Internacional de Ciências que, anualmente, reúne o que de melhor é produzido nas escolas do país. Haverá trabalhos de todos os estados do Brasil, além de México, Paraguai, Chile e Colômbia. O evento acontece na quinta, sexta e sábado (09, 10 e 11), a partir das 10 horas.

A Ciência Jovem  é organizada pelo Espaço Ciência – Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado e promete atrair um público de mais de 10 mil pessoas. Os projetos são realizados por estudantes de escolas públicas ou particulares, em cinco categorias: Iniciação à Pesquisa, para Educação Infantil e Fundamental 1; Divulgação Científica, para alunos do Fundamental 2; Iniciação à Pesquisa, para estudantes do Ensino Médio; Desenvolvimento Tecnológico, para projetos do Ensino Médio que resultem em um produto; e Francis Dupuis, para trabalhos internacionais.

Já os professores podem compartilhar experiências pedagógicas exitosas por meio da categoria Educação Científica, que inclui apresentação oral e exposição em banners.

Para Antônio Carlos Pavão, diretor do Espaço Ciência, as grandes ideias surgem dos jovens, só é preciso que sejam estimuladas. “As Feiras de Ciência são uma revolução pedagógica. Elas fogem do modelo do professor que sabe tudo e repassa aos alunos. É um trabalho colaborativo em que as questões são lançadas para investigação e descoberta”, afirma Pavão.

No caso da Ciência Jovem, as escolas são estimuladas a elaborar projetos durante todo o ano letivo, de forma articulada ao conteúdo curricular. “No início do ano, lançamos as pré-inscrições, que garantem um ponto a mais no resultado final”, explica Eulália Almeida, da coordenação da Ciência Jovem.

Mais de 500 projetos se inscreveram e foram submetidos à análise da Comissão Avaliadora. Para a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo de Pernambuco, Lúcia Melo, o evento demonstra como a ciência é capaz de despertar o interesse de estudantes e da sociedade. “É uma oportunidade para disseminar o conhecimento científico, o que é fundamental para a segurança, autonomia e liberdade de uma nação”, destaca.

A qualidade dos trabalhos da Ciência Jovem pode ser comprovada pelos resultados obtidos em outros eventos. Os projetos premiados são credenciados para participar de outras Feiras Internacionais e boa parte deles garante destaque. É o caso do grupo de Limoeiro, que foi vencedor de Feira realizada no Rio Grande do Sul e segue para o México no ano que vem; ou do grupo de São Vicente Férrer que foi premiado no México e credenciado para feiras em Porto Rico e na Argentina.

Outras iniciativas, como o aplicativo de combate ao Aedes Aegypti criado pelos estudantes de Jardim Brasil, chegaram a ser avaliadas por representantes do Ministério da Saúde, em Brasília, e Secretaria de Saúde do Estado, como alternativas de políticas públicas de Saúde.

A avaliação dos trabalhos é feita por uma comissão com cerca de 150 profissionais especializados das universidades locais. Os resultados são divulgados no último dia da Feira, durante a cerimônia de encerramento, que tem início às 15 horas.

SERVIÇO

23ª CIÊNCIA JOVEM

  • Dias 9, 10 e 11 no Shopping Paço Alfândega
  • De 10h às 18h
  • Cerimônia de Abertura – 09/11, 14h
  • Cerimônia de Encerramento – 11/11, 15h

CONFIRA O MANUAL DA CIÊNCIA JOVEM

CONFIRA A COBERTURA COMPLETA

Fonte: ASCOM  Espaço Ciências